Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

INVERNO




INVERNO

Encurtam-se os dias.
Cedo desliza o sol trás os montes.
Envolta em cachecol de esperas
revela-se a noite.

O frio ensaia congelar a palavra que,
em busca de sobrevivência,
se recusa a hibernar.

Inverno que me espreita
(por entre vitrines a espelhar),
não me verás claudicar!

Os amores dos quais me purgo
cederão lugar no futuro
(talvez pareça absurdo)
a  um bem maior por chegar.

O inverno também passa!

24 06 2013
©rosangelaSgoldoni
RL T 4 356 000

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!