Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

MINHA CASINHA DE BONECA






Aqui, meu recanto,
sou dona de mim
sou livre, descanso,
liberta enfim.

É como um brinquedo
que não pude ter
e guardo segredos:
não queira saber.

No céu não consigo
estrelas contar,
sentada escuto
um grilo a cantar,
bela sinfonia
que me faz chorar.

Janelas abertas
com rendas e laços,
o sino dos ventos
entende o compasso
e eu, sorrateira,
fronteiras tranpasso.

O meu aconchego
espera por mim;
são idas e vindas
que nunca têm fim,
quem sabe um dia
eu crie raízes
tal qual angelim.

 ©rosangelaSgoldoni
06 02 2010
RL T 2 507 624

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!