Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

QUANDO TODOS SE CONHECEM


Era um sábado com presença confirmada num bingo beneficente promovido pela Associação de Moradores local. Hábito que se mantém nas cidades do interior.
Há três espaços comunitários nos arredores.
Arrumada, saio de casa e entro no primeiro, ali mesmo, na minha rua.
Muita gente da região. Sou cumprimentada e cumprimento todos.
Oferecem-me cerveja.
Agradeço.
Conversa daqui, conversa dali, um cachorro quente pra ser agradável e percebo que  alguma coisa que não combina com o ambiente de um bingo.
Deparo-me com um bolo...

Procuro a esfera metálica de bolinhas, tabuleiros e acessórios. Não os visualizo.
Pelo jeito, vai demorar.
Aguardava por uns 40 minutos quando desisti de esperar e decidi voltar para casa.
No pequeno trajeto ouço uma voz amplificada por um microfone.
Dou meia volta ao seu encontro.
O bingo havia começado no espaço comunitário da estrada (o terceiro).

Não entendi nada até me dar conta de que acabara de sair de uma festa de aniversário infantil para a qual não havia sido convidada.
Sorrir de mim foi a primeira reação.
A segunda desculpar-me com o anfitrião.
Bem, perdi a primeira rodada do bingo mas ganhei uma furadeira elétrica na terceira...

  
©rosangelaSgoldoni
01 05 2017 RL T 5 987 024

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!