Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

ALÉM DA CHUVA



Quase do outro lado da vida,
sentia-se abatido,
amargurado.
Caminhava cabisbaixo.
Atravessava a madrugada fria
ao largo dos sonhos e projetos.
Uma chuva fina se aproximava.
Apressou o passo.
Seus prospectos de vida
impressos na mente febril
já embolorados pelo tempo
ainda  lhe proporcionavam um  certo bem-estar.
Quando a aurora se insinuou
caminhou pela estrada do sol,
expôs seus arquivos interiores
e envolveu-se nos primeiros raios de luz.

Ressuscitou!

©rosangelaSgoldoni
10 06 2016
RL T 5 848 846

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!