Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 12 de junho de 2016

FELIZES PARA SEMPRE




Eram fogueira.
Ardiam nas labaredas das insanidades pagãs.
Deixavam marcas.
A lua,
discreta confidente,
divertia-se com os amantes,
Iluminava suas entranhas
ausentes da realidade.
Brasas,
fumaça,
incômodo...
Perderam-se nos minguantes quartos.
Dispersados ao vento,
poeira e tempo,
foram felizes para sempre!

©rosangelaSgoldoni
29 04 2016
RL T 5 665 620

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!