Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 17 de outubro de 2015

RESPINGOS DE VIVER



Entre ameaçador e claridade,
nesgas de azul se exibem
aos olhares sequiosos
de alguma novidade.
Epocam selfies:
há que se (com)provar
a surpresa do momento.
Desocupados
de medos e preços,
pressas e tropeços,
abandonam-se ao êxtase do
do sal que purifica o dia.
A moça que passa vende poesia...
O rapaz ao lado, cartões de loteria...
Hoje é dia de
cavalgar o mar encapelado,
beber água de coco à sombra
do equilíbrio,
malabarismos,
sol imaginário.
Mares...
Borrifar-se
com respingos de viver.

©rosangelaSgoldoni
14 05 2015
Arraial d’Ajuda BA
RL T 5 418 204

Classificada no Concurso de Poesias promovido pelo Claron
Centro Literário e Artístico da Região Oceânica de Niterói.

Publicado na Antologia Poetas Fazendo Artes "nas Gerais", 2016, organização Sonia Imamura, Editora Delicatta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!