Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 12 de abril de 2014

NOS MARES DO SEM FIM




Prolongo-me neste azul claridade
onde,
nos mares do sem fim,
domarei cavalos-marinhos,
dançarei ao som de golfinhos,
colherei anêmonas ao luar.
Transformada em mítica sereia,
enredar-te-ei nenúfares e teias
antes que a maré vazante
nos confronte com os rochedos da solidão.

11 04 2014
©rosangelaSgoldoni
RL T 4 766 831
Publicada na Antologia "Um Brinde à Poesia 15 anos" Niterói RJ Organizada por Lucilia Dowslley

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!