segunda-feira, 2 de setembro de 2019

GARGALHADAS



Há sorrisos recolhidos,
outros camuflados;
sorrisos encolhidos,
alguns escancarados.
Há sorrisos entre dentes,
posicionados para as lentes;
dito sorriso ensaiado
carimbo de agenda, forçado.
Há o sorriso discreto,
que não deve ser exposto,
também o magnético
a imantar o outro.
Tem o sorriso de lado,
um tanto desconfiado...
Mas o sorriso espontâneo,
desperta a alegria da alma
farol que ilumina os caminhos
não ensaia, explode em palmas...
Gargalhadas!

©rosangelaSgoldoni
30 08 2019
RL T 6 735 805

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!

VERSOS PANDÊMICOS

Sem respeitar fronteiras, fraciona vida e morte em lotes de horror. Separadas por tubos e muros, famílias se desencontram ...