terça-feira, 19 de abril de 2011

QUESTÕES DE UMA VIDA



Não sei se sou feliz,
quem o sabe é meu coração.
Como ele nada me diz
permanece a interrogação.

Rebeldia que me contraria,
questiono-me todos os dias,
exigindo explicação.

Além do ponto final,
quero um de exclamação!

©rosangelaSgoldoni
10 04 2011
RL T 2 903 426

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!

LONGPLAYS

  Envolvia todos os espaços, da sala ao rodopio dos passos. Traduziam-se em sentimentos: alegria ou sofrimento. Variados e inspirado...