sábado, 26 de junho de 2021

MEIO ANO, ANO E MEIO

 

Junho,

meio ano.

quase inteiro,

ano e meio

quase pleno.

Vidas a transitar

entre presenças e

ausências

independentes de comorbidades.

Atemporais fatalidades

nublam

a dignidade do ir e vir.

Entre abraços descontínuos,

afagos reprimidos.

meio ano, quase inteiro, ano e meio

espero-te reencontrar pleno aos

31 de dezembro.

 

©rosangelaSgoldoni

04 06 2021

RL T 7 287 491


quarta-feira, 16 de junho de 2021

LONGPLAYS


 

Envolvia todos os espaços,

da sala ao rodopio dos passos.

Traduziam-se em sentimentos:

alegria ou sofrimento.

Variados e inspirados estilos;

sinais de bom gosto: ecletismo.

Hoje desbotada nuança

descansam num rack as lembranças.

Microssulcos suados, cansados,

carregados de um tempo passado.

Meus elepês em vinil e a

juventude em movimento febril.

 

©rosangelaSgoldoni

16 06 2021

RL T 7 280 108




sábado, 12 de junho de 2021

VENTOS, MAGIAS E DESAFIOS

 


Ventos de inverno sopram em minha direção.

Pós-outono,

calafrios percorrem a espinha dorsal da vida.

Sol que se põe mais cedo,

noite a correr frouxa...

O tempo encolhe

ou se recolhe nesta

linha solta das fotos

a desbotar em cores.

Sem permissão dos ciclos,

preservo um verão interior

a me alimentar de

sonhos e

algum futuro.

Persigo linhas em branco,

magias e desafios.

 

©rosangelaSgoldoni

12 06 2021

RL T 7 277 416


sábado, 5 de junho de 2021

RELÂMPAGOS, VENTO E TROVOADAS

 

Choro

a

chuva

que se deita lá fora,

escorre no asfalto

lavando a escuridão.

Leva meu pranto,

liberta-me do espanto

refaz-se o encanto

num canto de amor.

Melodia que desperta assustada

na janela acordada

em ressurreição!

Luz que se traduz em trovoadas

num coração a reinventar-se entre

o vento e

relâmpagos fugidios.

 

©rosangelaSgoldoni

09 05 2021

RL 7 272 306


DORMÊNCIAS

Frio que desperta a insônia, desarruma a cama daquele amor de vez. Destronada a trama, perdeu-se da primavera, não logrou amadurec...