sábado, 4 de outubro de 2014

NEM TROVADOR, NEM POETA!





Não sou trovador
nem poeta!
Persigo o papel e a caneta
com insistência
ou,
quem sabe,
incoerência.

Brigamos (eu e o papel)

por algo que estou a sentir.
Imponho o que trago no peito
sem tempo para me contestar!

Desbravo pautas,

rabisco folhas,
imprimo sabores e cores
sem me ater ao paladar.

Não sou trovador nem poeta,
meus sonhos alados teimam em se dispersar!


©rosangelaSgoldoni
27 02 2004
RL T 2 676 543
Revisado em 04 10 2014

2 comentários:

  1. Rosângela, muito bom ler seus versos e estar aqui neste seu recanto Literário!
    Agradecida por essa oportunidade tão rica na alma poeta!
    Abraços,
    Efigenia

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem-vindo!

HAJA MATURIDADE! Dia nacional do idoso 27/09

  O tempo avança. As curvas e suas surpresas continuam a me envolver. Linearidades traduzem-se em monótona realidade. Curvas desafiam ...