quarta-feira, 23 de setembro de 2020

UM CONTO DE FADAS




Administrou seu desgoverno,

traçou um belo roteiro,

descobriu onde queria chegar.

 

A paz fora conquistada,

liberdade era a sua estrada

agora poderia voar.

 

E voando, alma em transe,

personagem dalgum romance,

amazona sob a luz do luar,

certamente encontraria o lugar.

 

Seu destino era segredo,

sem ser exílio ou degredo,

saberia onde pousar.

 

Perguntou-se:

na Terra do Nunca,

no País das Maravilhas,

ou no sítio da tia Anastácia?

 

No seu próprio conto de fadas...

 

©rosangelaSgoldoni

31 07 2012

RL T 3 877 288


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!

HAJA MATURIDADE! Dia nacional do idoso 27/09

  O tempo avança. As curvas e suas surpresas continuam a me envolver. Linearidades traduzem-se em monótona realidade. Curvas desafiam ...