segunda-feira, 15 de março de 2021

SEM MEDO DE SER MULHER

 

Contra o tempo e o vento

resolveu fazer arruaça.

Inflamada,

incisiva,

gesticulou

PRESENTE!

Sem medos ou atropelos,

desvencilhou-se dos freios

que a impediam de seguir.

Tomou as rédeas da vida

e cavalgou sem medo de ser MULHER!

Pariu sua autoestima e

 plantou-se num jardim sem

malícias do malmequer!

 

©rosangelaSgoldoni

08 03 2021

RL T 7 207 045


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!

HAJA MATURIDADE! Dia nacional do idoso 27/09

  O tempo avança. As curvas e suas surpresas continuam a me envolver. Linearidades traduzem-se em monótona realidade. Curvas desafiam ...