quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O BALANÇO DO MAR



Ondas que vão e vem
embalam meus pensamentos,
dispersos em versos sem nexo,
confundem meus sentimentos.

Ondas que vem e vão
transportam-me à realidade,
o poema encontra sua forma
e eu, pluralidade:

na dicotomía do ser
extasiado frente a paisagem.

©rosangelaSgoldoni
04 01 2012
RL T 3 463 146
Imagem: trisha lambi

2 comentários:

Seu comentário será bem-vindo!

HAJA MATURIDADE! Dia nacional do idoso 27/09

  O tempo avança. As curvas e suas surpresas continuam a me envolver. Linearidades traduzem-se em monótona realidade. Curvas desafiam ...