Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

PASSARINHANDO




Andorinhas,
bem-te-vis,
canários da terra,
sabiás,
viuvinhas,
tesourinhas,
joões de barro,
sanhaços,
são tantos os pássaros...
Desfilam avoados pela minha janela.
Fundo de tela:
amoreira e seus vermelhos matizados.
Tento fotografá-los inutilmente.
Uma pescoço pelado a tudo assiste
enquanto p asseia
tranquilamente  pela grama.
Recolho a máquina fotográfica.
Volto à condição de espectadora.
Meu jardim,
como de costume,
sorri!

©rosangelaSgoldoni
13 10 2014

RL T 4 997 953

2 comentários:

  1. Rô, desde que li seu poema no Vidráguas, eu não consigo parar de pensar na música Filosofando do Alexandre Nero.

    A letra:

    -interessante! aquele passarinho devagar, quase pairando
    Interessante! aquele passarinho que pelo espaço imenso
    Adeja,
    Não tem nada,
    Porque nada deseja.
    -a terra verde é sua...
    -o céu azul é seu...
    -interessante!... aquele passarinho tem muito mais que eu.

    Gosto de poesias assim. Gosto de versos que andam comigo o dia inteiro. O seu, por exemplo.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço, Suzana Martins!
      Assim mesmo: envolvida!
      Bjs

      Excluir

Seu comentário será bem-vindo!